Como a bermuda certa pode oferecer conforto e desempenho para o ciclista

O que torna uma pedalada confortável é um conjunto de fatores, entre componentes e peças, além, claro, do modelo de bicicleta utilizado. Existem acessórios que contribuem muito para dar esse equilíbrio ao ciclista, como é o caso das bermudas com forro. Fora a estética, a bermuda é um elemento a mais para dar ao ciclista a oportunidade de pedalar por horas sem sentir dores ou assaduras. Mas, como posso escolher a bermuda certa?

Bermuda

Sendo uma peça de roupa, a escolha da bermuda vai além de toda a tecnologia aplicada. Na maioria das vezes, a estética é o primeiro critério observado pelo ciclista. Mas não deveria. Cada bermuda possui características diferentes, a exemplo do desenho do forro, elásticos e tipo de tecido. Tudo isso, é certo, vai influenciar no preço, como também no conforto durante um passeio ou uma competição. A escolha técnica, nesse caso, deve prevalecer.

Assim como comentamos anteriormente, a escolha da bermuda deve observar os critérios técnicos, como o tecido, costura e tipo de forro. No caso do tecido, atualmente é utilizada uma combinação de poliamida com elastano. Em sua maioria, há uma preocupação óbvia com o ajuste na compressão, ajudando o ciclista a melhorar a circulação sanguínea, evitando a fadiga muscular e a sensação de dormência nos músculos.

Características

O forro, a parte de dentro acolchoada, tem formatos variados, a depender do fabricante. A escolha certa consegue evitar as dores provenientes do contato e pressão do selim. Acrescente a isso, a importância de comprar uma bermuda que possui tecnologia anti-bactericida e o mais anatômico possível para acompanhar as curvas do corpo.

O forro pode ser composto de lã, espuma ou gel. A escolha, nesse caso, vai depender do perfil de cada ciclista, mas o critério decisivo deve ser aquele que vá evitar as dores da pedalada, provocada pelo atrito entre o corpo e o selim da bicicleta.

Bermuda ou Bretelle?

Uma outra dúvida que pode surgir é:  bermuda ou bretelle? Entre os ciclistas, encontraremos defensores de ambos os lados. Cabe a você decidir qual usar, porém é importante saber os prós e os contras de cada um.

A bermuda e o bretelle possuem 90% de semelhanças. A grande diferença será na parte superior, próximo ao abdômen do ciclista. A bermuda possui um elástico na linha da cintura, o que para muitos pode ser um incômodo. Já o bretelle não possui esse elástico, uma vez que as alças ao longo do tronco, suportadas através do ombro, dão a segurança e o conforto necessário.

Em resumo, a dúvida entre a bermuda e o bretelle é também uma questão de gosto. Vale a pena vestir os dois e sentir qual roupa molda melhor o seu corpo. Nesse caso, entra também o custo x benefício de cada um. A bermuda, comparada ao bretelle, possui um preço mais acessível. Porém, entre tanto critérios, pense também que o barato pode sair caro.

[/fusion_text][/fusion_builder_column][/fusion_builder_row][/fusion_builder_container]